Dica Ambiental #12

Está preparado para uma inspeção ambiental?

Saiba como dar os primeiros passos para que a sua oficina possa ser inspecionada sem grandes sobressaltos

Dependendo de um conjunto de circunstâncias e do tipo de serviços que a oficina presta, há um conjunto de requisitos ambientais base que devem ser cumpridos para que uma inspeção possa ser realizada sem dela decorrerem coimas pesadas. Mesmo que alguns dos requisitos legais possam ainda não estar a ser cumpridos, vale sempre a pena começar a resolver as questões que estão pendentes neste campo.

Só para que tenha uma ideia uma oficina de mecânica e colisão que faça lavagens, descarregue o efluente num coletor municipal e carregue equipamentos de ar condicionado de clientes terá de cumprir cerca de 50 a 60 requisitos legais distribuídos pelos vários descritores (licenciamentos, descarga de águas, emissões gasosas, gases fluorados, responsabilidade ambiental, resíduos, comunicação de dados a entidades oficiais). Sabendo que muitas vezes é difícil resolver tudo num período curto aqui vão alguns conselhos para que comece já hoje a tratar deste tema.

1. Comece por separar os resíduos que produz, coloca-los em contentores apropriados (muito cuidado com as baterias no chão) e identifique-os de forma clara. Só assim a separação por tipo pode ser implementada, para que cada resíduo tenha o destino adequado. Não se esqueça de os entregar a operadores licenciados e solicitar as Guias de Acompanhamento de Resíduos devidamente assinadas. É recomendável fazer pelo menos 1 recolha por ano de cada tipo de resíduo.

2. Certifique-se que o oleão que utiliza é aéreo, tem parede dupla ou está sobre uma bacia de retenção. Inative eventuais depósitos enterrados sobretudo as “heranças do passado” para evitar surpresas.

3. Caso faça algum tipo de lavagens e produza águas contaminadas com óleo, confine a água através de um sistema de drenagem, instale um separador e licencie a descarga, dando preferência à descarga em coletor municipal sempre que possível.

4. Solicite a um especialista uma análise de risco para quantificar os eventuais os riscos de ocorrência de danos ambientais resultantes da atividade (derrames, descargas de águas contaminadas, contaminação de solos). Tome medidas para os reduzir e constitua uma garantia financeira (depósito ou seguro) que permita, em caso de dano, repará-lo.

5. Organize toda a informação de forma a que possa cumprir com a obrigação de envio periódico de dados à Agencia Portuguesa do Ambiente (GAR´s, MIRR, mapa dos gases fluorados, outras).
Não deixe para amanhã o que pode começar a fazer hoje. Mesmo que não consiga cumprir integralmente tudo de uma vez, passo a passo vá evoluindo para tornar a sua oficina mais conforme com a legislação ambiental em vigor. O ambiente agradece, os clientes apreciam e os riscos que corre como proprietário ou como gestor são menores.

Download PDF

Não arrisque!

Se necessitar de ajuda contacte a Eco-Partner.